Conheça nossos planos

Direitos trabalhistas

Trabalho de motorista numa empresa de concretagem,ha um ano e meio de segunda a sabado das 7:00 da manha sem hora pra parar;geralmente chego em casa 22:00, 23:00 hras e como a empresa esta com muitas irregularidades sempre recebemos a visita do sindicato reclamando nossos direitos e que,infelismente a maioria nao sao resolvidos.. Por exemplo ficamos sabendo que nao precisamos trabalhar no domingo,e como eles nos obriga mesmo trabalhando com um garga horaria tao puxada e valores bem errados no pagamento das horas extras,somos obrigados e dizer assinar e concordar e nos silenciar principalmente qdo somos perguntados se esta ok,se temos plano de saude sendo que nao temos e etc. Ameacados diariamente por pressao psicologica e humilhacao de demissao. No dia 6 deste mes,sabado; fomos comunicados que iriamos trabalhar no domingo e no mesmo dia a noite ao chegar-mos em casa o encarregado da obra disse q tinham denunciado eles;que nao era pra irmos no domingo e segunda ele me acusou sem provas que havia sido eu,por isso me demitiu mesmo numa campanha salarial,eu gostaria de saber quais meus direitos,o que devo fazer,como posso saber o valor certo do meu acerto. Trabalho na energia eolica e meu salario e :1. 400 ja com o reajuste dia 16/04 a data 24/10/2011 ate dia 8/04/2013. Ja tirei ferias e indenizado o descimo terceiro.. Vcs. Podem somar e me dizer? Ainda ate hje nao assinei nada e eles estao com minha carteira no parana onde e a matriz e trabalho na bahia.


Respostas

Prezado, Primeiramente, sua demissão foi abusiva e isto pode dar além das verbas trabalhistas, dano moral. Teria que analisar também a convenção coletiva da sua categoria, para que assim possa saber quais as verbas que você tem direito além das previstas na CLT. Tem direito também a 13o férias, aviso prévio, seguro desemprego, fgts e multa, entre outras veerbas. O interessante, até porque não recebeu valores, bem como não está com sua carteira, seria propor uma reclamação trabalhista. Estou a disposição para maiores esclarecimentos, via e-mail ou telefone que constam em meu perfil.

Pergunta respondida por Karina de Arêa Leão Machado advogada de Salvador/BA em 22/04/2013

Comentários